terça-feira, 31 de maio de 2011

Quiáltera

Como o próprio nome sugere, QUIÁLTERA pode ser traduzido como QUE ALTERA , ou seja, que altera a quantidade normal de figuras de som dentro de um compasso.

Como identificar a QUIÁLTERA (alteração na quantidade normal de figuras) dentro do compasso?

  • Quando houver uma quiáltera dentro de um compasso, haverá sobre o grupo de notas que formam essa quiáltera, um número indicando quantas notas compõem o grupo das quiálteras. 






No exemplo acima pode-se ver como a quiáltera se diferencia em nº de figuras em um compasso.
Embora as quiálteras possuam uma quantidade de notas maior do que a normal, as notas que compõem a quiáltera devem ser executadas no tempo em que se executaria um grupo normal de notas.

Ou seja; Se em um tempo executamos duas colcheias.(primeiro compasso) Também em um tempo são executadas as quiálteras de colcheia.(segundo compasso)
Existem outras peculiaridades teóricas quanto a classificação da quiáltera.

Por exemplo se (como no exemplo acima) a quantidade de figuras da quiáltera altera para mais a quantidade normal de notas, a quiáltera é clasificada como aumentativa .

Se a quiáltera altera para menos a quantiade normal de figuras, ela é classificada como quiáltera diminutiva. 

Existem ainda outras classificações possíveis a serem dadas a quiáltera, porém nenhuma dessas classificações modifica a maneira de executar esse grupo especial de notas.

Existem infinitas formas de escrever as quiálteras, com diferentes quantidades de notas e muitas outras combinações das diferentes figuras de som e pausa.